10 de jul de 2014

MUITA COR OU POUCA, EIS A QUESTÃO


Mais difícil do que compor com as cores foi buscar as informações para caprichar nessa postagem. Falarei sobre como combinar cores, mas o assunto é extenso… Se você tiver alguma sugestão, deixe um comentário ali embaixo, que posso preparar um novo post depois. 
Para começo de conversa, cor é a sensação provocada pela ação da luz sobre a visão. Existem dois tipos de estímulos que causam as sensações cromáticas: cor-luz e cor-pigmento. Cor está diretamente ligada à luz, portanto o tipo de iluminação que você usar no seu ambiente vai influenciar muito a sua percepção da cor. A luz ideal para você observar a cor real é a luz solar, pois possui todos os matizes existentes na natureza.
Mas claro, quando falamos em ambientes internos, precisamos recorrer à iluminação artificial. E é aí que aparecem as dificuldades na hora de escolher a cor perfeita para seu ambiente!
Uma dúvida constante de muitos clientes na hora de fazer uma escolha é usar cores ou manter um ambiente mais neutro. Essa questão deve ser estudada de ambiente para ambiente, usuário para usuário, pois cada cor traz uma sensação diferente. 
Como são as pessoas que vão frequentar esse ambiente? De que forma ele será utilizado? Que tipo de atividade será realizada no espaço? Quanta luz ele recebe? Você está diante de um ambiente vivo e estimulante, ou calmo e tranquilo? O teto é alto ou baixo? Você quer ampliar o tamanho deste aposento ou fazer com que ele pareça menor? Ele é estreito e longo, ou largo e curto? As respostas para essas perguntas nos fornecem um panorama do que vamos criar para o espaço e uma ideia do caminho a seguir na escolha das cores.
Uma vez definidas as características a serem atribuídas ao ambiente, utilizamos uma ferramenta importante de definição de cores, o Círculo Cromático.
O Círculo Cromático é uma representação simplificada das cores percebidas pelo olho humano. Na maioria das vezes ele é representado fatiado como uma pizza, com 12 pedaços, onde cada um deles é preenchido por uma cor e essas cores são dispostas de maneira a formar um espectro perfeito. 

HARMONIA MONOCROMÁTICA
É o “tom sur tom” (tom sobre tom) ou seja, a combinação feita com uma mesma cor em diversos tons diferentes.

COMBINAÇÕES COM CORES ANÁLOGAS 
Escolha uma cor no circulo cromático, a vizinha da direita e a vizinha da esquerda são as análogas dessa cor e, apesar de pouco contrastantes, rendem uma combinação um pouco mais interessante que a monocromática. Geralmente usa-se uma cor como dominante e as outras duas entram nos detalhes.




COMBINAÇÕES COM CORES COMPLEMENTARES
É o que ocorre quando tomamos cores que estão em lados opostos do círculo cromático como o azul e o laranja, por exemplo. Este tipo de mistura tem alto contraste com resultados interessantes e, ao mesmo tempo, ousados.

COMBINAÇÕES EM TRÍADE
Acontecem quando optamos por 3 cores que estão equidistantes no circulo cromático, criando um mix de cores vibrantes como verde, violeta e laranja, mas novamente escolha uma cor para ser a dominante e procure deixar as outras para os detalhes.



Se a opção do circulo cromático lhe parecer complicada demais, vale seguir as dicas abaixo:

TONS NEUTROS OU OFF WHITE 
Os tons neutros são hoje uma tendência na decoração. Ambientes minimalistas exploram esta paleta de cores, que fornece contemporaneidade, leveza e facilidade na hora de compor. Já os off-white são aqueles tons de branco, fáceis de combinar com madeiras e de contrastar com uma cor mais intensa. São opções que, geralmente, dão um ótimo resultado. Opte por manter o teto branco para destacar e dar maior amplitude ao ambiente.

TONS MAIS OUSADOS (QUENTES, FRIOS e CÍTRICOS)
Tonalidades fortes podem fazer parte de qualquer cômodo, mas evite abusar delas nos quartos, porque tendem a deixar as pessoas agitadas. Uma forma de evitar futuros arrependimentos e gastos excessivos é investir em pequenos objetos na cor preferida. São mais fáceis e baratos de trocar do que sofás e estantes, por exemplo. Entre as opções estão luminárias, tapetes, quadros, cadeiras, almofadas.
Se você é daqueles que gosta de seguir tendências, saiba que a do momento é dar destaque ao azul. Vale contrastá-lo com verde (em cômodos grandes) ou tons neutros e claros.
Para quem quer incrementar o ambiente com um sofá colorido, as sugestões são: suavizá-lo com mantas e almofadas neutras e espalhar itens decorativos pelo local no mesmo padrão de cor. Por exemplo: sofá azul-acinzentado com um vaso azul-escuro.
Os tons que iluminam ambientes com pouca luz natural e dão sensação de calor são vermelho, rosa, amarelo e laranja. Azul, verde, marrom e preto pedem locais bem iluminados. Já o vermelho confere vibração ao cômodo; o azul-acinzentado, sofisticação; o azul-claro, tranquilidade; o rosa, feminilidade e alegria; o amarelo, alegria; o verde, suavidade; o laranja, confiança; o marrom, aspecto sóbrio (bom para escritório); e o preto dá um ar contemporâneo.







Mas fica a dica para você não errar na escolha: consulte um arquiteto ou um profissional da área, eles poderão te fornecer várias opções de composições para você escolher a que mais te agrada.

Fonte das imagens: (...)

Post por Paty Zat.

Nenhum comentário:

Postar um comentário